Trocas de serviço? Só se militares da GNR passarem multas! Pelo menos é o que um documento a que o Notícias ao Minuto teve acesso mostra. O comandante do posto de Estarreja impôs esta ‘regra’.

Assim, os guardas daquela região estão a ser pressionados a passarem multas e caso não o façam não terão autorização para fazer trocas de serviço.

O documento denomina-se ‘Relação da atividade operacional durante o mês de janeiro’ e  foi afixado no posto com os nomes dos 22 guardas (incluindo o do comandante) e o ‘balanço mensal’ de cada um no que diz respeito ao número de autos, detenções, acidentes de viação, inquéritos, ofícios, etc.

Os militares sem qualquer auto, ou com apenas um, têm o seu nome sublinhado a marcador azul: “Não autorizado a fazer trocas de serviço mês FEV16”.

José Alho, Presidente da Associação Sócio-Profissional Independente da Guarda (ASPIG) admite que a contabilidade de multas “existe para efeitos de avaliação” e receia que esta situação possa ocorrer em outros postos da GNR.

Partilha
Loading...