Uma bala russa atingiu mortalmente um treinador ucraniano. Shakhtar Donetsk era Presidente de um clube júnior de futebol ucraniano – Shakhtar Donetsk e morreu enquanto defendia a Ucrânia de uma invasão russa.

a Federação afirmou que: “Um dos nossos funcionários foi morto. Era um treinador das camadas jovens”, avançou Serhyi Palkin, Presidente do Shakhtar Donetsk numa conferência de imprensa na passada quinta-feira, acrescentado que a vítima terá sido “atingida por um fragmento de uma bala russa”

A Federação Internacional de Futebolistas Profissionais confirmou a morte de jogadores de futebol na guerra, sendo eles Vitali Sapilo, de 21 anos, e Dmitro Martinenko, de 25 anos.

“Os nossos pensamentos estão com as famílias, amigos e companheiros de equipa dos jovens futebolistas ucranianos Vitalii Sapylo e Dmytro Martynenko, as primeiras perdas do futebol nesta guerra. Que ambos descansem em paz”, lê-se.