Rogério Samora: Síndrome de morte súbita: “Situação é muito grave”. O actor mantém um “prognóstico reservado” e continua a lutar pela vida no Hospital Amadora-Sintra.

Carlos Samora, primo do actor, revela que no passado fim de semana conta que no passado sábado, o ator teve “algumas melhoras”, sem adiantar mais pormenores. Uma fonte afirma que Rogério Samora “fez um conjunto de exames cardíacos para avaliar se tinha tido um enfarte, mas não foi o caso. (…) Ele teve uma paragem cardiorrespiratória, o que se designa de síndrome de morte súbita” e o actor mantém-se “em coma, ventilado”.

“A questão é perceber a extensão dos danos, sendo que é muito cedo para avaliar ainda. Aparentemente, ele esteve 15 minutos sem função cardíaca e quando o corpo está 15 minutos sem receber oxigénio há um conjunto de reações pós-reanimação violentíssimas a nível fisiológico (…) é muito cedo para se avançar com prognósticos“, conta a mesma fonte.

A verdade é que o actor se encontra numa “situação que ainda pode demorar muito tempo sem evolução. Pode ser uma coisa bastante longa, pode demorar semanas. Neste momento, ele luta pela sua vida“.