Rita Pereira envolta em polémicas: “Apenas e só detestável…”.

Rita Pereira fez uso das suas redes sociais para partilhar o seu novo look, mas foi acusada de ‘apropriação cultural’: “Farta dessa Rita Pereira. Isso chama-se apropriação cultural caramba!”“Farta de não ter ninguém que lhe diga que ela só parece palhaça com tanta apropriação” ou Alguém pare a Rita Pereira por favor”, escrevem os internautas no Twitter.

O namorado, Guillaume Lalung saiu em defesa da actriz e atirou: “Tu és linda meu amor ❤️ O facto de ela ter dreadlocks não significa que ela está a tentar apropriar-se da cultura”.

“Significa que ela ama e respeita a cultura. É algo que ela mantém fiel a si mesma. Estas coisas deviam tornar-nos mais próximos”, disse.

Verdade é que o vídeo de Rita Pereira está envolto em polémica Mafalda Fernandes, do @quotidianodeumanegra arrasou: “Isto aqui não é um ataque direto ou algo do género. Até porque sinceramente não conheço a Rita Pereira de lado nenhum. Nunca tive com a pessoa, portanto, eu não tenho nada contra esta pessoa. No entanto, acho que tenho de deixar claro, dado que isto é uma página de combate ao racismo, que o último vídeo da Rita Pereira é apenas e só detestável. Por vários motivos. Começando pelo facto que a cantora desta música (Irma) foi pedir a pessoas brancas (Carolina Deslandes), para que de certa forma escrevessem esta letra (…)”

“Posteriormente a isso, Rita Pereira, o facto de tu namorares com uma pessoa negra, o facto de tu teres um filho negro, não te dá o direito de vir para as redes sociais fazer qualquer tipo de comentário sobre a comunidade negra, utilizando tranças e recebendo comentários como ‘sou exótica’ o que é isto gente?”, acrescentou.

Mafalda Fernandes disse ainda: “Em que mundo é que nós estamos a viver? Quantos artigos é que tu leste sobre racismo Rita Pereira? O que é que tu sabes sobre o tema? Diz-me. Ou isto é só uma questão de: namoramos com pessoas negras, podemos dizer o que quisermos, compreendemos tudo, podemos formular opiniões. Racismo não é opinião, nunca foi nem nunca será”.

Vê a seguir a foto e o vídeo: