Revista Cristina debaixo de fogo por dar visibilidade a uma assassina e Goucha sai em sua defesa.

1113
Revista Cristina debaixo de fogo

A Revista Cristina debaixo de fogo por dar visibilidade a uma assassina e Goucha saiu em sua defesa. Cristina Ferreira é uma mulher de sucesso e consegue lucrar em tudo o que faz e a sua revista não é excepção, escolhendo desta feita Maria que confessou ter mandado matar o marido, para ser a capa da sua revista, algo que levou a uma avalanche de críticas nas redes sociais.

No seu Instagram Cristina Ferreira tenta justificar a entrevista feita à mulher publicando várias frases: “Ouvir uma assassina não é torná-la inocente. Maquilhar uma assassina não é torná-la inocente. Respeitar a dignidade do ser humano não é torná-lo inocente. Refletir, equacionar, perceber como funciona a mente, é evoluir”, escreve. Mesmo assim, são muitos os que não mudam de ideias e voltam a mostrar-se indignados com esta escolha.

A verdade é que a onda de indignação não pára: “Se fosse a assassina do seu pai (e não disse mãe de propósito) não pensaria assim de certeza”; “Ela já falou em tribunal porquê ouvi-la aqui? Para estes casos devia haver a pena de morte. O marido está debaixo da terra e ela aqui fresca que nem uma alface. O filho deve ir lá aplicar-lhe botox”; “Quem ouve os assassinos são os tribunais!”, são alguns dos comentários.

Quem também já saiu em defesa da apresentadora foi Manuel Luís Goucha: “Se fosse a Oprah a tê-la entrevistado já seria a maior!”, disse o apresentador. “Manuel Luís Goucha tanta vez falámos do sítio onde se vive e nasce. E do tanto por fazer. E do que nunca tivemos medo de fazer. Quando sabemos do nosso caminho ninguém nos desvia”, disse Cristina Ferreira.

Uma seguidora respondeu que “Oprah é uma mulher inteligente e verdadeiramente influente, pelo que não enveredava por estes caminhos…”, e Goucha respondeu de imediato: “Desculpe mas vi vezes sem conta a Oprah a entrevistar reclusos, até pedófilos”.