A PSP impediu o almoço ilegal de um autarca português. Os Agentes descobriram Eduardo Rosa com sete amigos no Seixal a almoçar com sete amigos num restaurante. A PSP participou o caso ao Ministério Público por violação à lei do estado de emergência.

Alegadamente o estabelecimento em causa estava a vender refeições de take away, como a lei obriga. Porém, a PSP foi chamada por eventual crime de desobediência.

Os polícias ouviram vozes provenientes das traseiras do restaurante e dirigiram-se à sala anexa, onde viram sete pessoas sentadas a serem servidas por um empregado, já com comida na mesa… Os polícias anotaram a conduta dos convivas, por “tentarem esconder-se da PSP”.