Espancado na prisão, o pai de Valentina teme pela vida no estabelecimento prisional de Vale de Judeus.

Sandro Bernardo, pai de Valentina acabou espancado a murro e pontapé assim que o transferiram de pavilhão. A cumprir uma pena de 25 anos de prisão por matar a filha e ocultar o cadáver, os restantes reclusos procuram agora fazer justiça com as próprias mãos.

O Correio da Manhã, avança que Sandro recebeu tratamento médico e não sai da cela nem mesmo para almoçar. Os Serviços Prisionais referem que “qualquer ato de indisciplina terá procedimento disciplinar e também criminal”.