A morte de um cão pode ser mais dolorosa que a de um membro familiar, de acordo com um estudo que dá conta que muitas pessoas que perdem o animal de estimação sentem uma dor idêntica à perda de um amigo ou de um familiar.

Brian Hare é antropólogo e revela que os cães passaram ao homem um feedback sempre positivo e estão sempre atentos a ele. Estudo revelam que o cérebro do cão responde aos elogios do dono tão intensamente como à comida. E muitas vezes, respondem mais aos elogios do que à comida.

Já Julie Axelrod, psicóloga afirma que perder um cão explicou é demasiado difícil porque além de perder um animal, os donos sentem que perderam um amor incondicional, um companheiro de vida assemelhando-se à proteção de uma criança que vêm como um filho.