Manuel Luís Goucha falou da relação com Rui Oliveira, amizade com Cristina e do amor pela mãe no ‘Conta-me’, onde foi entrevistado por Cristina Ferreira.

Relação com Rui Oliveira

“Foi amor à primeira vista?“, questionou Cristina Ferreira. “Não sei, acho que achei graça ao seu sentido de humor.  É muito diferente de mim, nem sempre é fácil. Acho que nos completamos bem”, respondeu Manuel Luís Goucha.

‘Goucha‘ confessou ainda que o marido às vezes fala sem pensar: “Não tem muito filtro no que diz. Às vezes não pensa bem. Há coisas que diz que não estou de acordo. O problema não é o que diz é o aproveitamento do que ele diz tiradas do contexto“, disse.

Um exemplo disso é que o marido gosta de tourada e já ele assina petições contra ela. “Em termos profissionais. acrescenta-me em temas que eu não domino, tiro dúvidas. Acrescenta-me no humor“, adiantou Manuel Luís Goucha.

Relação com a mãe

“A saudade que dói no coração não sinto. Só cortei o cordão umbilical com a minha mãe aos 17 anos“, disse.

O momento em que saiu de Coimbra para Lisboa, aos 17 anos, entrava no comboio e ia dizendo adeus à mãe até se deixarem de ver. Quanto a perder a progenitora um dia, é claro:  “A minha mãe tem 97 anos e eu tenho que me preparar. É estranho como esta imagem [da despedida no comboio] vem várias vezes. Que privilégio ter uma mãe que tem 97 anos. Claro que vou ter saudades da minha mãe, cada vez estou mais apaziguado. Estou preparado? Isso só perante a situação“, disse ainda.

Quanto ao pai confessa que “Ele não foi o pai presente“ e a progenitora trabalhou muito para que nada lhe faltasse.

Quanto à sua sexualidade Goucha admite que “A minha mãe sempre foi muito à frente, mas regrediu com a idade.

Foi aos 17/18 anos que revelou à mãe que é homossexual. Em resposta, a progenitora apenas lhe disse que queria que ele fosse feliz. O apresentador revelou ainda que não pensa na adoção.

Relação com Cristina Ferreira

“Houve uma altura que não gostaste de mim?, questionou Cristina Ferreira. Goucha disse que não e justificou: “Eras muito diferente do que és hoje. Não estavas tão resolvida. Acompanhei-te fragilidades que só eu sei. Só nos desentediemos uma vez por causa do ar condicionado e pedi-te desculpa porque fui brusco contigo. Sempre gostei de ti“.

“Tu viveste mais comigo em 16 anos do que eu vivi com o Rui. A maior fatia do dia era passada contigo“, afirmou, garantindo que não ficou triste por perder as audiências quando a colega mudou para a SIC.

“Eu sempre achei que irias ganhar. Isso foi uma luta”, disse, salientando que apesar de tudo foi uma aprendizagem maravilhosa.

Manuel Luís Goucha não resistiu em mandar uma ‘boca’ à amiga. A diretora de Entretenimento e Ficção da TVI disse que ia dormir lá na herdade e só precisava de um pijama e o comunicador brincou: “Não ia fazer isso ao Rúben Rua“.