A mãe de Maelys publicou um testemunho emotivo dois anos depois da morte da filha: “Não te soube proteger”. Esta terça-feira fez dois anos que Maëlys de Araújo foi morta. A criança desapareceu na madrugada de 26 para 27 de agosto de 2017, numa quinta na região de Pont-de-Beauvoisin, em França, a cerca de 85 quilómetros de Lyon.

Estava num casamento quando o ex-militar Nordahl Lelandais a sequestrou e matou com várias pancadas dentro do seu carro.

A mãe da criança deixou uma mensagem comovente de homenagem à filha que podes ler a seguir:

“Há 2 ANOS às 2h45, um monstro tirou-te a vida cruelmente a ti meu pintinho, meu raio de sol, uma criança inocente que ainda não tinha 9 anos.

A minha vida foi abalada, mudada para sempre, o que eu faço sem ti, desde aquela noite trágica, maëlys?! Estou a tentar sobreviver e continuar a luta contra esse assassino, pedófilo que eu odeio tanto, e que ainda espero a verdade, confissão para que se faça justiça por ti, meu anjo, o meu pintinho…

O teu lindo olhar profundo, as tuas brincadeiras, os teus abraços, atua risada, oh maëlys sinto a tua falta, é insuportável… Hoje, ir para o cemitério para a tua campa, só me lembro desse maldito casamento, lembro-me de tudo isso e é tão injusto meu pintinho, tinhas a vida à tua frente, deixas um grande vazio dentro de mim e o meu desgosto não diminui.. Nem com a tua irmã mais velha Colleen, com o seu pai, vovô, mamy, tatan séverine, guenaelle, Jordan, a tua família, todos os seus amigos é terrível essa ausência, essa falta de você, essas lágrimas que fluem de novo e de novo

Só nos restam as memórias passadas contigo, Maëlys, espero que estejas um pouco orgulhosa de mim, mesmo que eu não tenha sabido te proteger. Tenho muito orgulho em te ter carregado durante 9 meses na minha barriga e de ter sido tua mãe. Tu estarás para sempre no meu coração
Eu te amo com todo o meu coração Maëlys”