Luís Aleluia fez um desabafo após ser alertado que se poderia prejudicar em termos profissionais. O actor tem estado muito activo nas suas redes sociais, desde o inicio da guerra na Ucrânia, ainda que o conselhos fossem em sentido contrário.

“Alguns amigos, não duvido que bem intencionados, porque alguns até considero irmãos, aconselham-me a não me pronunciar sobre a invasão da Rússia ao povo ucraniano, porque me posso prejudicar profissionalmente! Que homem seria eu?!”, começou por dizer.

E continuou: “Como posso ficar indiferente, perante tamanha crueldade, assistindo à morte de crianças e velhos? Como poderia assistir à destruição de teatros e equipamentos culturais?! Como posso ignorar a prova de amor maior de quem luta pela Liberdade e pela Democracia, defendendo o seu território? Como posso ignorar os apelos à Paz à custa da própria vida?! Trairia os meus princípios humanistas, com que fui criado! Quem já teve medo não pode ter medo do Medo! Viva a Liberdade do povo ucraniano! Pela Paz do mundo!”

“Peço o favor a todos os que são a favor da invasão, e que defendem descaradamente ou veladamente o genocídio da Rússia sobre o bravo povo ucraniano, o favor de se absterem de comentarem nesta página! Respeito a opinião de todos, mas a morte pela guerra causa-me náuseas! É abjeto e contranatura! Há colegas artistas que tiveram de deixar os teatros e os seus trabalhos em televisão para se alistarem e alguns morreram!”, disse ainda com alguma revolta.

“Também escusam de assistirem aos meus espetáculos. Não preciso do vosso dinheiro! Alguns nunca foram e faço 40 anos de carreira! Viva a Liberdade! Viva a Paz! Viva a Ucrânia!”, concluiu.