Surpreendida, Júlia Pinheiro agradeceu a declaração de amor do marido. A apresentadora teve uma surpresa em directo ao completar 57 anos de vida.

O vídeo com um texto escrito e lido pelo marido, Rui Pêgo, deixou a apresentadora emocionada:

«Foi uma arrogância dócil, um queixo provocador, um olhar curioso. Fiquei desarmado com aquele despropósito, a frase atrevida, o gesto definitivo. Chegaste à rádio e tudo em ti era novo. Trazias na voz uma frescura brilhante e eu soube logo que queria casar contigo. A caminho de um concerto do Carlos Santana, a brincar às moedas, prometi ganhar-te e acabámos a rir num pequeno-almoço em Madrid.

E casámos! Tu, incrédula, a avançar no passo que tinhas jurado não dar, E eu, todo comoção no altar à tua espera. E naquela capelinha de Vila Nova de Cerveira, uma alegria febril derretia o frio de dezembro e anunciava uma aventura extraordinária. O tempo passou, vieram os filhos, as gargalhadas à solta entre os projetos intensos.

A culpa a beliscar os dias em que não estavas na sala, no quarto, na escola, como querias estar, como se não percebesses que és pilar e chão e fundação de um lugar infinito a que chamamos família e onde todos nos abrigamos.Sobre o arame esticado das emoções, consegues gerir a dificuldade e recuperar o equilíbrio.

Com as lágrimas nos olhos, Júlia Pinheiro continuava a ouvir atentamente o marido. «E foste fazendo um percurso notável. Chegaste tarde mas conquistaste cedo o reconhecimento do trabalho, do talento, do empenho, com a performance singular de quem não faz planos nem define estratégias. E provaste que consegues fazer o que quiseres. Com uma capacidade de construção notável, és corajosa e arriscas, afirmas desejos, realizas sonhos, assumes posições, sem medo de te expores ao escrutínio público.

Eu, nos bastidores, fico suspenso. Sofro a antecipar o desfecho e aplaudo de pé cada vitória. E numa ponta improvável, que liga o passado ao futuro, continuas atrevida, curiosa, determinada, sem nunca olhar para trás ou para ontem. Tudo em ti é futuro. Muitos parabéns, meu amor, tens a vida pela frente.

Com voz embargada, Júlia Pinheiro disse «Conseguiram… suas patifas. Tinha de ser esta voz». Depois, declarou-se ao marido. «Oh meu amor, eu também te amo»