Joana Amaral Dias indignada por recusarem vender-lhe pão a dinheiro.

Joana Amaral Dias indignada por recusarem vender-lhe pão a dinheiro. A psicóloga fez uma live a dar conta do sucedido.

A comprar uma carcaça e exigiram-lhe o pagamento em Mbway tendo esta, recusado e o estabelecimento de igual forma, recusou a venda em dinheiro tendo esta então, chamado a polícia e pediu o livro de reclamações.

Joana Amaral Dias é também comentadora televisiva e ativista explica que demorou mais de 10 minutos até o livro lhe ser entregue: “Cagou para mim”, e espantem-se, tentaram enganá-la dando-lhe um bloco de apontamentos: “Isto não é o livro de reclamações é um caderno de apontamentos. Portugal, muito típico”, atirou Joana.

“É comprar pão, é uma maquia pequena. A senhora estava-me a pedir seis euros (…) Estamos numa padaria onde para comprar uma carcaça exigem ao cliente o pagamento em Mbway. Recusei-me. Se é possível abolir o dinheiro físico numa padaria, é possível fazê-lo em qualquer lado”, reclamou Joana Amaral Dias.

Durante este processo os funcionários da padaria tentaram oferecer-lhe o pão, mas esta não aceitou: “Eu não vim aqui para roubar uma loja. Eu não aceito. Quero pagar”, afirmou.

A polícia tomou conta da ocorrência, mas não conseguiu ajudar a psicóloga a levar pão para casa porque a contra-ordenação será da competência da ASAE e a PSP não tem como obrigar à venda ser finalizada.

Vê a seguir:

Artigos Relacionados

Últimos Artigos

José Castelo Branco prepara Safari com partida de Betty Grafstein para Nova Iorque.

José Castelo Branco está a preparar um Safari após a partida de Betty Grafstein para Nova Iorque. Após um período de internamento em Cascais,...

Inês Morais expressa opinião sincera sobre Daniela Ventura: “Tenho vergonha alheia…”

Inês Morais expressou a sua opinião sincera sobre Daniela Ventura. As tensões são altas na casa do Big Brother, onde as dinâmicas entre os...

Tânia Laranjo sobre José Castelo Branco: “É muito provável que nunca seja condenado”

Tânia Laranjo sobre José Castelo Branco: "É muito provável que nunca seja condenado". A situação de violência doméstica, ganha um novo capítulo com o...