Idoso com cancro em fase terminal aguarda 7 horas à chuva por ambulância. O idoso de 85 anos é natural do País de Gales e não podia ter tido uma vida mais triste.

Keith Royles fez uma fratura do cólo do fémur quando se encontrava a cortar a relva do seu jardim. Os seus 85 anos fizeram com que não se conseguisse deslocar do local, ainda que viva junto ao hospital de Ysbyty Glan Clwyd.

Royles ficou deitado na rua, à chuva, durante sete horas à espera de auxilio dos meios de emergência.

A filha do idoso disse à imprensa: “Ligámos para o hospital e pedimos uma ambulância mas foi-nos dito que havia uma espera de quatro a sete horas”.

E acrescentou: “Ligámos várias vezes e a minha irmã até acenou para os técnicos de uma das ambulâncias mas eles disseram que não podiam ajudar”, lamentou a filha.

Os meios de socorro chegaram apenas 7 horas depois para dar a informação ao idoso de que teria de ser transportado para um hospital a 48 quilómetros de casa, já que o que existia junto ao seu local de residência não tinha vagas.

A família de Royles ficou indignada e exigiu que o idoso fosse transportado para o hospital mais próximo já que agravado à fractura da anca tem ainda um cancro em fase terminal.