Um homem ficou paraplégico após ser baleado por militares da GNR. Falamos de Moisés Machado que tentava fugir da GNR de Vila Nova de Famalicão, num carro roubado.

Os militares tentaram travar o carro roubado por Moisés e acabaram por disparar 12 tiros na viatura, sendo que um deles atingiu a omoplata direita do assaltante, tendo a bala ficado alojada na cervical de Moisés. Resultado: Paraplegia.

A situação ocorreu há 12 anos e desde então Moisés o pagamento de meio milhão de euros de indemnização aos militares: “Eles não podiam fazer aquilo. Eu não fiz nada, não apontei armas”, refere.

O homem está agora dependente de terceiros para a realização das suas actividades de vida diária, sendo a mãe a sua principal cuidadora: “Futuro agora é viver nestas condições em que está o meu filho”, desabafou a mãe de Moisés.