Mais uma voltinha: Goucha voltou a defender Cristina Ferreira: “É um assassinato de caráter”. Para o apresentador alguns órgãos de comunicação traçam um ataque cerrado à colega considerando ele um “verdadeiro assassinato de caráter”.

“Aquilo que se passou neste último ano, mas sobretudo a partir de setembro do ano passado, é um caso que devia ser estudado” disse Goucha em entrevista à Magg.

E continuou: “Acho que se fez um verdadeiro assassinato de caráter. E agora estou a distanciar-me do amor profundo que tenho pela Cristina. Aquilo que se fez em relação à Cristina devia ser estudado. Basta ver os órgãos de comunicação e a quem pertencem. É incutir que é a má da fita, é a malvada, é a que despede. Isto é uma fase, mas a sensação que me dá é que tudo o que cheire a Cristina Ferreira é rejeitado“, disse Goucha.

“E agora porquê, se ela já foi a mais amada de todas? Tem legiões de pessoas que continuam a amá-la. Mas eu acho que foi uma verdadeira campanha de assassinato de carácter“, referiu o apresentador.