Filho de idosa negligenciada em lar desmente Provedora: “Tinha formigas no ouvido e estava toda mordida”, disse João Queiroz, filho de Florinda Queiroz, atacada por formigas e com uma escara exposta.

A Provedora da Santa Casa da Misericórdia de Boliqueime deu garantias de que ao se aperceber da situação, foi realizada higiene à idosa e realizada a remoção das formigas.

Mas, o filho desmente e afirma que mesmo depois de ser realizada a higiene pessoal da mãe, esta “ainda tinha formigas no ouvido e estava toda mordida”.

João Queiroz começou a aperceber-se dos maus tratos logo em março quando a mãe deu entrada no referido Lar: “Foi colocada numa cadeira de rodas partida e foi com o pé a rasto”, disse acrescentando suspeitar que lhe eram administrados “tranquilizantes”, uma vez que “ela estava feita num zombie”.

O filho pediu transferência da mãe à Segurança Social para outro lar, mas tal não aconteceu e a idosa acabou por vir a falecer.