O ex-Presidente da Câmara de Santa Comba Dão desviou centenas de euros e evitou a prisão devido a Alzheimer.

João Lourenço cometeu crimes de prevaricação de titular de cargo público e fraude na obtenção de subsídios, recebendo verbas por obras que nunca aconteciam.

Em Tribunal, o juiz-presidente, Júlio Gantes afirmou: “É de lamentar a sua saúde mental. A lei não permite aplicar uma pena efetiva, não há perigosidade, a pena fica por isso suspensa”..