As esmolas dos fieis foram usadas pelo padre António Teixeira para comprar 19 carros. O antigo pároco da Igreja de Santo Condestável, em Lisboa, terá causado 420 mil euros de prejuízo à igreja por desvio de milhares de euros de esmolas.

Vai agora ser julgado após ser o principal suspeito de se ter apropriado de valores entregues por fiéis a duas paróquias, com os quais terá comprado 19 anos e ainda ter-se desfeito de 20 peças de are sacra sem o conhecimento da diocese.

De acordo com a acusação de que é alvo, o prejuízo está contabilizado em cerca de 420 mil euros como foi anteriormente dito.