Críticas dos telespectadores? Cristina Ferreira atira: “Não tenho medo…”, disse no programa “Em Família”.

A diretora de entretenimento disse: Às vezes, hoje em dia crucifica-se alguém que começa em televisão como se essa pessoa tivesse que ser… Vamos a uma Fanny, por exemplo, afirmou.

E continuou: A Fanny é uma pessoa que cria muitas emoções nos outros, sejam elas benéficas ou não em relação àquilo que é a Fanny, mas ninguém lhe é indiferente e eu acho que isso é também motivo de orgulho para nós, nós temos alguém que está a aprender. A Fanny de hoje é completamente diferente da Fanny de há três meses. Se ela continuar em televisão, daqui a três anos será completamente diferente, apontou.

“Não tenho medo de colocar em antena pessoas que eu sei que, à partida, não vão ser as expectáveis, que alguém vai dizer que não tirou um curso, que alguém vai dizer que não devia estar ali. Pois é quando dizem que não devia estar ali, que eu acho que elas devem estar, porque se provocam esse tipo de reação, devem estar até para mostrar que somos nós que temos que agarrar as oportunidades, que somos nós que devemos fazer esse caminho e que não haverá ninguém nunca que nos deva retirar daquilo que é o nosso sonho”, disse ainda Cristina Ferreira.