Na Amora os comerciantes fecharam os estabelecimentos como forma de protesto contra a Festa do Avante que se realiza no próximo fim-de-semana.

Eles afirmaram que não vão abrir os estabelecimentos como forma de protesto à realização do evento em período de pandemia.

Após alguns moradores da zona da Atalaia, na Amora, terem protestado com o uso de panos pretos nas janela, agora chegou a vez dos comerciantes manifestarem o seu desagrado encerrando os estabelecimentos durante o período da 44ª edição do festival. Ambos recorrem às redes sociais para demonstrar que não estão satisfeitos com esta decisão que pode levar à propagação da COVID-19.