“Chama-se a polícia por um casal homossexual estar a existir. Enfim”, diz-se nas redes sociais onde correm algumas imagens de uns polícias a interpelar um casal homossexual por estarem a namorar.

Agir, é uma das caras conhecidas que  decidiu reagir indignado à situação e na ficou calado nas redes sociais.

“Este país, onde um homem que bate e arrasta a mulher pelo chão é ilibado, mesmo quando a juíza diz que há provas, é também o país onde se chama a polícia por um casal homossexual, de duas mulheres, estar simplesmente a existir num jardim. Enfim…”, disse.

Tudo aconteceu nono Jardim do Arco do Cego, em Lisboa.