Berardo voltou à prisão depois de assistido pelo INEM. Ele encontrava-se no Tribunal Central de Instrução Criminal quando precisou ser assistido, voltando depois à prisão.

Joe Berardo e o advogado André Luiz Gomes foram presentes ao Tribunal Central de Instrução Criminal de Lisboa, mas o empresário não falou ao juiz Carlos Alexandre.

A Fundação José Berardo e a Metalgest receberam créditos elevados da CGD, BCP e BES, e a Associação Coleção Berardo (ACB), dona das obras de arte.